DESIGNA 2015: Uma questão de Identidade

Mais de 70 oradores reuniram-se na UBI para falar de Design. Oriundos de 14 países, o Brasil foi o país estrangeiro mais representado, com 26 comunicações, num evento que começa a constar no mapa do Design em Portugal.

Sob o tema "Identidade", decorreu nos dias 26 e 27 de novembro a quinta edição da DESIGNA, conferência internacional que promove a investigação e o debate em torno do Design. Organizada pelo Departamento de Comunicação e Artes e pelo Labcom.IFP, a conferência trouxe à UBI 76 comunicações distribuídas por seis painéis.

Aidan Rowe foi o orador principal da DESIGNA 2015. O investigador canadiano abordou a questão da identidade do Design, à luz da forma como este é ensinado, interrogando-o através de uma "pedagogia crítica". A conferência contou também com Daniel Raposo, que estabeleceu a ligação entre a construção da identidade e a forma como este processo influencia a construção das marcas, dando especial atenção ao papel que o público tem nesta construção.

Alexandra Cruchinho apresentou um estudo de caso sobre a estilista Alexandra Moura. Durante a apresentação, a professora da Escola Superior de Arte e Design do Instituto Politécnico de Castelo Branco explanou o processo criativo de um designer até este chegar à fase de apresentação da sua coleção. Jorge dos Reis, da Faculdade de Belas Artes de Lisboa, deu também o seu contributo a esta conferência.

Na UBI esteve também Hugo Cruz, que abordou a temática do teatro comunitário, e explicou a importância da democratização da arte "para nos desenvolvermos de uma forma integral e mais satisfatória".

A conferência contou com um convidado extra programa. O designer Jorge Silva fez a apresentação do livro "Portugal by Design", uma obra comemorativa do Ano do Design Português, onde reuniu trabalhos de 95 profissionais do design em Portugal.

Também a arte urbana esteve presente na DESIGNA 2015, através de Pedro Seixo Rodrigues, do projeto Wool Fest, que tem promovido a reabilitação de alguns espaços da zona histórica da Covilhã.

Para além das sessões plenárias, foram muitos os oradores que passaram pela UBI durante os dois dias do evento, apresentando as mais diferentes comunicações no âmbito dos diferentes painéis temáticos

O Urbi falou com um dos membros da organização, o docente da Faculdade de Artes e Letras da UBI, Francisco Paiva, que explicou a importância do evento no panorama do Design português e internacional e traçou o futuro do projeto.

Urbi et Orbi

Support:
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
União Europeia
Quadro de Referência Estratégico Nacional
Programa Operacional Factores de Competitividade
Universidade da Beira Interior
2022  ©  Communication & Arts