Colóquio Internacional Vida e Obra de Mário Cláudio

Os mais de 40 anos de trabalho literário de Mário Cláudio estiveram em debate na Faculdade de Artes e Letras num Colóquio Internacional sobre a vida e obra de um dos "mais importantes escritores da cultura portuguesa contemporânea". 

O Colóquio Internacional Vida e Obra de Mário Cláudio juntou na Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior especialistas na obra claudiana. Durante dois dias foram muitos os temas abordados mas sempre com o mesmo denominador, "um dos mais importantes escritores da cultura portuguesa contemporânea". 

O evento, que celebra os mais de quarenta anos de trabalho literário do escritor, foi pensado depois de um colóquio de menor dimensão, que ocorreu em 2013 na Biblioteca Eduardo Lourenço, na Guarda, e que deu origem a um livro sobre Mário Claúdio. Carla Sofia Luís, uma das organizadoras do evento, realça que "havia uma enorme intenção de se fazer um evento de maiores dimensões dedicado a este escritor. Juntámos o útil ao agradável, unimos esforços e assim surgiu este evento na Universidade da Beira Interior".

A vontade dos docentes da UBI era grande e o facto de ter sido na instituição que, no contexto nacional, surgiu a primeira tese de doutoramento sobre Mário Claúdio, foi apenas mais um motivo que reforçou a importância de realizar um evento de maior dimensão sobre o escritor. 

Os organizadores realçaram que o trabalho de Mário Cláudio fala por si, mas lembraram a importância de prestar reconhecimento aquele que consideram ser uma figura incontornável da literatura portuguesa, ao lado de nomes como Augustina Bessa Luís, Virgílio Ferreira, entre outros. "Temos a convicção de que as homenagens devem ser feitas em vida, os homenageados devem sentir-se acarinhados, devem ter oportunidade de ver o seu trabalho acarinhado e reconhecido", referiu Carla Sofia Luís. 

Além das várias comunicações acerca da vida e obra de Mário Claúdio, o colóquio contou também com a exibição do documentário "Os dias de Mário Cláudio, Tocata em Fuga" e com a apresentação dos livros "Mário Cláudio e a Portugalidade", escrito por vários docentes da UBI mas também de outras universidades, e "Astronomia", o mais recente romance do autor. 

Mário Cláudio esteve presente no segundo dia do colóquio, que contou também com investigadores e docentes vindos de três universidades do Brasil, mas também de Itália e França, o que acabou por mostrar a expressão e a importância da obra claudiana. Carla Sofia não tem por isso dúvidas que foi um "colóquio internacional de muita qualidade tendo em conta a excelência dos investigadores envolvidos". Foi também por isso que a organização decidiu que "não há conferências, é tudo comunicações, tentámos não fazer distinções na medida em que realmente os especialistas da obra claudiana são reconhecidos", esclarece a docente da UBI.

Carla Sofia Luís, autora da primeira tese feita em Portugal sobre o autor não esteve sozinha na organização do evento, que contou também com Alexandre Luís, Miguel Real, André Barata, Martinho Soares, Gabriel Magalhães e o apoio do Departamento de Letras da UBI, do Centro de Investigação LabCom.IFP, e do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas Europeias (CLEPUL).

Depois da presença na UBI, o escritor Mário Cláudio participou, entre os dias 20 e 22 de novembro, no Diáspora - Festival Literário de Belmonte.

Urbi et Orbi

Support:
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
União Europeia
Quadro de Referência Estratégico Nacional
Programa Operacional Factores de Competitividade
Universidade da Beira Interior
2022  ©  Communication & Arts